Thursday, December 11, 2014

O Capote - Nicolau Gogol

Linked by...
Foi a partir da leitura de Tarass Bulba, do mesmo autor, que chegámos à leitura de "O Capote". No exemplar que lemos, este título surgiu mencionado na nota biográfica e publicitado também nos "já publicados na mesma colecção".

Este é assim o segundo título do autor, que irei ler no âmbito do Linked Books, mas o primeiro em forma de conto, um género que muito aprecio. A minha primeira experiência com o autor, apesar de não ter sido marcante, foi positiva. Não o recomendei directamente, mas proporcionou uma boa  e interessante leitura, e que acabei por dizer aos nossos leitores que não deveriam rejeitar "Tarass Bulba", caso lhes surgisse nos seus percursos de leitura. Por todos estes motivos,  agradou-me a perspectiva desta "tarefa" de leitura que tinha pela frente.

Este exemplar foi adquirido através da plataforma online de trocas de livro WinkingBooks.

Linked synopsis...

"O Capote é um texto inovador: contribuiu para a “invenção” da cidade “mais fantástica do mundo” (Dostoiévski) sem a qual não teriam sido possíveis as Petersburgos de Dostoiévski, Blok, Andrei Béli, Mandelstam, a Praga de Kafka, a Berlim de Benjamim, etc. A cidade onde os homúnculos frustrados e solitários de Gógol se perdem e perdem o que têm de mais íntimo (o nariz, o juízo, a identidade, o capote). É também um texto inovador na sua forma sacudida, na alternância de estilos contraditórios, nas hipérboles grotescas e, sobretudo, na assunção da artificialidade da coisa escrita, na constante auto-ironia do que vai sendo escrito, criando uma distanciação ou uma ruptura do texto com o real cujo resultado é, contudo, uma estranha verosimilhança, uma aproximação do fantástico ao real (à falta de melhores palavras, um crítico russo chamou-lhe “fantasia sem fantástico”), da vida à morte, do escrito ao vivido. Em minha opinião, neste aspecto Gógol é ainda hoje inimitável.” 
Linked opinion...

Regressar a este autor, e descobri-lo agora em forma de conto, foi uma experiência muito agradável. O conto está escrito na perfeição, e num estilo que muito me agrada, à imagem da minha primeira experiência de leitura com este autor, em Tarass Bulba. No entanto, para além desta semelhança e do facto de a trama se passar na Rússia, esta história é  muito diferente da primeira que Gogol me proporcionou.

É um conto muito simples, em que nada de extraordinário acontece, onde não existe nenhum enredo intrincado ou trama original. E o mais surpreendente é que estamos perante um conto extremamente interessante, e que prende o leitor, mesmo à falta de tudo isso.

A história é a do dia-a-dia de um funcionário público, personagem muito "sui generis", obcecado com o seu trabalho e sem qualquer outro prazer na vida senão esse. É a partir deste quase ridículo personagem, que o autor aproveita para satirizar alguns aspectos da sociedade russa da época. Esse trabalho é extremamente bem conseguido, e o resultado é um conto que pode ter inúmeras interpretações, mais uma vez apesar da sua simplicidade de enredo e de linguagem.

Achei notável o trabalho deste autor, e para mim, o único "senão" é a forma como termina o conto. Contudo, após a leitura e reflectindo um pouco sobre alguns desfechos alternativos, julgo ter compreendido alguns motivos para ter sido este o escolhido. É claro que não me vou alongar em relação a este aspecto, para não estragar as futuras leituras que espero que venham a fazer desta obra.

Sem dúvida, um conto de Nicolau Gogol que recomendo.

Linked opinion by other bloggers...

Linked books...

A Cidade do Sossego - Nicolau Gogol (ligado inevitavelmente a este título, uma vez que é parte integrante desta edição)

Almas Mortas - Nicolau Gogol (título escolhido entre as obras mencionadas na nota biográfica, por já se encontrar na nossa lista de livros a serem lidos)

Linked places...
São Petersburgo
(Rússia)
Nevsky Prospekt
avenida de São PetersburgoRússia
Linked monuments...
Monumento de Pedro, o Grande (intitulado "O Cavaleiro de Cobre")
(São PetersburgoRússia)
Linked rivers...
Rio Neva (Rússia)
na imagem: pintura de Lev Lagorio intitulada "Moonlight Night Over Neva River"
Linked games...
Whist
Linked objects...
Samovar
Linked looked up words...
esgarçar - rasgar (um tecido) afastando os fios; separar (ramos) da árvore, sem os cortar; desfiar-se, abrir-se o tecido raro.
increpar - repreender asperamente = acusar; dirigir a palavra a (algúem), censurando = censurar; qualificar alguém negativamente.
provecto - adiantado, que tem feito progresso; experimentado; consumado: escritor provecto [figurado]; idade provecta: a velhice.
tudesco - germânico, alemão.

No comments:

Post a Comment