Sunday, July 6, 2014

David Copperfield - Charles Dickens


Linked by...
Este livro chegou até nós por ter sido referido na obra "À Espera no Centeio" de J. D. Salinger.

Desta vez foi a Círculo de Leitores, com uma versão mais reduzida (infantil-juvenil), que me apresentou a bonita história de David Copperfield, um clássico de Charles Dickens, mas adaptado aos mais novos. 

Esta não foi a primeira obra que li  deste fabuloso autor. De facto, o meu primeiro contacto com os seus livros ocorreu com a leitura do conto "A Christmas Carol". Apesar de ter visto vezes sem conta algumas adaptações desta história na época natalícia, nunca tinha lido nada dele. Uma vez que adorei o tipo de escrita do autor (com o qual me identifico bastante), arrisquei numa outra obra, um pouco menos conhecida mas que se tornou num livro de referência para mim, "A Casa Abandonada".
Portanto, como podem imaginar, as minhas expectativas estavam elevadíssimas. Esperava uma boa história, um fantástico enredo, personagens incríveis e aventuras inesquecíveis! Tudo.. aliado a uma escrita fabulosa!

Linked opinion...
Como referi, esta é apenas uma versão reduzida da obra original. Posso no entanto dizer-vos que, apesar de agora já saber do que trata o livro, continuei com uma vontade enorme de ler, no futuro, a versão original. 
Dickens voltou a surpreender-me pela positiva: desta vez deu voz a David, uma criança que vai ser submetida a inúmeras provações que a vida lhe atribuiu. Órfão de pai quando ainda não sabia como respirar sozinho, conhece uma nova figura paterna por volta dos 6 anos de idade. Mal tratado por este novo pai e uma irmã do mesmo, com a morte da mãe e a ida para um colégio interno, as coisas tornam-se cada vez piores. Só mais tarde consegue, como aliada a tia Betsy... mas terão os tormentos terminado por aqui? Será a infelicidade uma constante na vida de David Copperfield? E será ele capaz de atingir os seus objectivos?
É de facto uma história bastante triste (e eu gosto de ler histórias dramáticas)... no entanto, durante a leitura do livro, também encontrei alguns episódios que me fizeram lavar a cara com lágrimas de felicidade. Como sempre, o autor apresenta-nos inúmeras personagens intrigantes e complexas, bem como descrições tão detalhadas que nos é possível atribuir feições e imaginar os rostos até ao mais ínfimo pormenor. 
Fico também muito contente por ver que houve o cuidado de transformar uma obra bem complexa num livro mais simples, para que a comovente história de David Copperfield chegue a tocar até os mais novos. Aconselho os mais novos a lerem a obra, e desafio os pais (tios, avós, padrinhos, amigos, etc.) a acompanharem os mais novos nesta aventura. Prometo que não se arrependerão e ficarão a conhecer mais um clássico (mas por favor, façam como eu, e vão à caça do original sim?).

A meu ver esta obra só deixa a desejar por ser rarefeita de links (algo que para os leitores não será importante, mas que para mim é dado o conteúdo deste blogue), mas é como diz a minha querida amiga Cristina “Alípio, nós aqui lemos de tudo…”

Linked movies...


O livro original deu origem a muitos filmes e adaptações cinematográficas.


Versão de 1993
Existe esta versão para crianças, uma boa opção de visionamento da obra para aqueles meninos que ainda não sabem ler, ou que gostem de complementar a leitura.



Versão 1911
(versão mais antiga)


Versão 1922
 Uma vez que não se encontrou qualquer vídeo/trailer/imagem, aqui fica o link para a ficha técnica do IMDB 
 http://www.imdb.com/title/tt0123032/



Versão 1935

Versão 1969
(para quem gosta de encontrar actores ainda nos seus primeiros papéis. Pode ser vista integralmente no youtube )


Versão de 1974
(novamente, não existe um trailer.. aqui fica um excerto desta adaptação)

Versão de 1986
Não tendo sido encontrado nenhum excerto/trailer ou imagem, aqui fica o link do IMDB http://www.imdb.com/title/tt0092335/



Versão de 1999
(não foi encontrado trailer, apenas excertos)


Versão de 2000
(pode ser vista integralmente no youtube)

Linked books...
Este é um "Last Link": não foram mencionadas outras obras, pelo que este livro representa o fim de várias ligações.
Mas... de onde surgiu este livro?
Como vos disse anteriormente:

Linked place...
Rio Tamisa




Linked object...
Pipa  (Papagaio de papel)

No comments:

Post a Comment