Monday, July 30, 2012

Romeu e Julieta - William Shakespeare

Linked by...
William Shakespeare é, naturalmente, muitas vezes mencionado noutros livros. Contudo, e até agora, é mais frequentemente mencionado o seu nome, do que são especificadas as suas obras. No entanto, este título "Romeu e Julieta" surgiu mencionado no livro "Até à Eternidade" de James Jones, e publicitado pela editora na comédia "Sonho de uma Noite de Verão", também ela uma obra de Shakespeare. Julgo que posteriormente, deverá virá a ser referenciada em mais livros. Apesar de conhecer a história de Romeu e Julieta, nunca tinha lido a obra. Tendo adorado ler a comédia "Sonho de Uma Noite de Verão", e apesar de conhecer esta história, foi com prazer que me dediquei a descobri-la, na versão original do autor. Este exemplar, devo-o, mais uma vez, à Winking Books.

Posteriormente esta obra foi também mencionada nos seguintes livros:
Linked opinion...
Esta é uma obra de uma esmagadora beleza. Não só a história é bela, mas a escrita e Shakespeare é aqui, simplesmente arrebatadora. Que pena tive eu de já conhecer o desfecho desta tragédia. Porque me foi negado o prazer de conhecer a história pela mão do seu autor, e não por produtos secundários?... Enfim, é um pouco desolador, mas não retirou de todo a magnificência desta escrita. Sinto até que a peça é melhor para ser lida do que para vê-la ser representada. Gostei mesmo muito, e é claro que recomendo, mesmo para quem já conhece a história (difícil é não a conhecer). Entendi, só depois de a ler, porque se tornou tão famoso mundialmente, este clássico dramático de Shakespeare.

Linked movies...
Tal como foi já referido, são muitos os produtos de entretenimento que utilizam esta obra como seu guião, nomeadamente filmes (ver aqui a listagem do IMDB). Partilho aqui o trailer do filme mais recente, que segundo apurei ainda não estreou.


Linked mythological figures...

Tártaro
Faetonte
Dido
Linked proverbs and sayings...

"De noite, todos os gatos são pardos"

"Nunca tive na mão um tão bom jogo, e não tenho nada para jogar"

"Segredo de três, o Diabo o fez"

Linked person...

Petrarca
Linked books...
Existe uma menção ao Rei da Cofétua, que também surge numa outra obra de Shakespeare:
Love´s Labour Lost - William Shakespeare (não estou muito certa do título em português, pois já encontrei o livro como "Trabalhos de Amor Perdidos", mas também como "Canseiras de amor em Vão". Ficará para depois definir qual o título correcto, dependendo da edição que conseguir encontrar)

Linked places...

Verona (Itália)
Mântua (Itália)
Linked words...
podão - foice para podar; podadeira; [figurado] pessoa que não pode prestar grandes serviços, pouco hábil.
tanchagem - planta vivaz e medicinal (plantaginácea típica).
arpéus - [informal]  unhas; mãos. 
escarpins - pé de meia que se calçava por baixo das meias; espécie de chinela; sapato que deixava o calcanhar a descoberto.

Thursday, July 26, 2012

O Ingénuo - Voltaire


Linked by...
Chego a este livro por ter sido referido na nota biográfica de Cândido , também de Voltaire. Gostei bastante desse primeiro livro que li do autor, pelo que foi com boas expectativas que comecei a ler este "Ingénuo". O exemplar foi obtido, mais uma vez, através da Winking Books, um aliado de peso nesta minha viagem pelos livros.

Linked opinion... 
Este é, sem dúvida, um pequeno grande livro. Com uma escrita ligeira e recheada de boa disposição, Voltaire utiliza a sátira para expor as incongruências e os ridículos da sociedade francesa da época. Para isso, o autor utiliza os "olhos" do Ingénuo, do indivíduo que cresceu sem essa "formatação" social. É no choque cultural entre o Ingénuo e as particularidades dessa sociedade onde subitamente se vê "integrado", que se realçam as correntes que aprisionam e submetem o indivíduo ao social. As leis, as normas, a moral e a religião, surgem enquanto prisões causadoras de enviesamento no  pensamento, comportamento, e bom senso dos indivíduos que a elas estão submetidas. Se bem que se refere à sociedade francesa daquela época, podemos facilmente transpor para a nossa época, e reflectir sobre a nossa própria sociedade. Basta para isso, fazermos o exercício de nos colocarmos no lugar do Ingénuo. Este é um livro cuja leitura não posso deixar de recomendar.

Linked people...

Catão
Luis XIV
Inocêncio XI
Linked biblical figures...

Caifás
Rainha Candace
Salomão
Linked mythological figures...

Hércules
Tífão
Osíris
Melpómene
Clio
Linked books...
Pantagruel - François Rabelais (foi mencionado apenas o autor, não se especificando a obra)
O Tartufo - Moliére 
Fábulas - la Fontaine (foi mencionada a fábula dos "Dois Pombos")
Écoglas - Virgílio
Belissário - Jean François Marmontel 
Ifigénia - Jean Racine
Fedora - Jean Racine
Andrómaca - Jean Racine
Atália - Jean Racine 
Rodogune - Pierre Corneille
Cinna - Pierre Corneille
A Princesa da Babilónia - Voltaire 
A Ilíada - Homero

Linked music...

  Óperas de Jean-Baptiste Lully
Te Deum
Linked places...

A Bastilha (França)
Versalhes (França)
Saumur (França)
Saint-Malo (França)
Lago Ontário (Canadá)
Barbados (Caraíbas)
Linked words...
Iroqueses
iroqueses - tribo da América do Norte.
huguenotes - protestante; sectário de Calvino.
recoleto - pertencente à Ordem reformada de S. Francisco; religioso dessa Ordem; [por extensão]  pessoa de vida austera e recolhida.
catecúmeno - aquele que recebe instrução religiosa para ser admitido ao baptismo.
neófito - pessoa que acaba de receber o baptismo; [figurado]  novato; principiante.
cupidez - ambição; cobiça.

Tuesday, July 17, 2012

O Estranho Caso do Dr. Jekyll e de Mr. Hyde - Robert Louis Stevenson

Linked by....
Foi com agrado que vi mencionada no livro Até à Eternidade de James Jones, esta obra já minha conhecida. Tendo conseguido um exemplar em perfeitas condições na Winking Books, sabia que me esperava uma boa (re)leitura, e inciei-a expectante sobre os "links" que esta obra poderia ter.

Nota - este título foi posteriormente mencionado também em:
Linked opinion...
Tal como esperado, foi muito bom reler este pequeno livro. É uma história muito bem imaginada e contada, cujo tema central é a eterna dualidade entre o Bem e o Mal, e como esses conceitos coexistem na natureza humana. Será que a tendência natural do ser humano é a do bem ou do mal? Será aliás esta interrogação válida, uma vez que são conceitos construídos socialmente? Talvez seja, uma vez que a necessidade da sua construção, se deveu à necessidade de regular os comportamentos humanos. A noção de mal, destrutivo, abjecto, pecaminoso, criminoso, cuja punição é necessária, serve pois para regulação, no sentido de diminuir ou erradicar esse tipo de comportamentos. Segundo esta linha de pensamento, existe assim uma tendência natural humana para o mal, caso contrário nem um nem outro conceito teriam sido necessários. Logo o Bem não existiria sem o Mal. É claro que estes chavões absolutos por vezes são difíceis de distinguir na vida real, e daí a necessidade da lei, e quando esta é inexistente, da moral, dos valores, e da consciência, todos eles também incutidos em nós socialmente. Se seguirmos a história do protagonista deste livro, também aparentemente o mal reside na sua natureza mais básica, e tendo tido liberdade de expressão aparenta ser essa a estrutura que lhe confere uma maior liberdade. Não terá sido por isso, que não surgiu um personagem que representasse o Bem? Enquanto Hyde, ele rejuvenescia e detinha tamanha liberdade, que liberto das normas sociais rapidamente ganhou força, sendo-lhe difícil no fim sair dessa personagem.  Mas mesmo Hyde se viu vítima das pressões sociais, que ditaram o seu fim. Foi a sociedade a regular impedindo a existência de tal ser. É engraçado que o mal em Hyde até tinha expressão física, nos defeitos e na deformidade... O Dr. Jekyll quis alterar a essência da sua alma dual, separando-a por meios químicos (de drogas) e foi este o resultado. A nossa essência sabemos hoje ser de base genética, sendo o resto construido socialmente. Talvez seja mesmo o nosso ADN o que temos de mais parecido com a imortalidade, pois é nele que temos a continuação daquilo que somos, e é para garantir essa continuidade que a maioria das pessoas vive a sua vida.  Se sabemos que a manipulação genética permitirá no futuro a erradicação de todas as deformidades e doenças físicas, poderá esta "tendência para o mal" ser também manipulada? Será  possível criar Dr. Jekylls ou Dr. Hydes por manipulação genética? A ideia natural assim seria erradicar os Hydes, à imagem das doenças. Socialmente (a outra parte da nossa construção enquanto indivíduos) , e teoricamente, aparenta ser mais fácil criar condições para que sejam criados Hydes, e temos visto muitos deles infelizmente na história da nossa humanidade. Normalmente nesses casos, retiram-se as culpas da sociedade para as apontar ao indivíduo, logo à sua genética...como se de uma mutação se tratasse. E as mutações genéticas garantidamente serão possíveis de tratar. Significará tal facto que manipular genéticamente equivale a alterar a essência da natureza humana? Podia-se por outro lado (utópicamente claro) , ditar o fim das regras, fazendo cair a existência do bem e do mal, de comportamento desejado ou indesejado, para apenas existir comportamento. Como seria esse comportamento? Qual deles subsistiria?... Estranhamente chego à resposta que não desejava obter, mas que a vida nos vai ensinando: que existe um Hyde em cada um de nós, refreado apenas pela sociedade.  Não esqueçamos também, que quando falamos de humanidade em geral, somos mais parecidos uns com os outros, do que aquilo que julgamos ou queremos ser...

Linked movies...
É bastante diversa a oferta de produtos de entretenimento televisivos e cinematográficos associados a este título, tal como se pode ver nesta listagem da IMDB (Internet Movie Database). Escolhi alguns trailers para partilhar aqui.






Linked books...
A Bíblia Sagrada (Caim e Abel)
Na biografia do autor na contra capa do livro aparece referida outra obra deste autor que já faz parte deste blogue:

Linked places...
Foram vários os locais de Londres mencionados. Tentei partilhar aqui imagens desses locais, que se aproximassem o melhor possível do retrato da época do livro (século XIX).

Cavendish Square (Londres, Inglaterra)
Portland Street (Londres, Inglaterra)
Regents Park (Londres, Inglaterra)
Soho (Londres, Inglaterra)
Linked words...
escaninho - compartimento ou casinha de secretária ou de qualquer outro móvel; lugar de segredo (em qualquer móvel); [Figurado]  Esconderijo; recanto.
álgido - muito frio; afecção caracterizada por sensação de frio.
valhacouto - morada ou refúgio de gente má.

Thursday, July 12, 2012

O Anjo Ancorado - José Cardoso Pires

Linked by...
Este livro foi referenciado no texto de um outro livro do autor, nomeadamente em "O Delfim". Foi a primeira vez que tal aconteceu, que um autor menciona num livro, um outro livro seu. Não estava nos meus planos imediatos regressar a este autor tão cedo, uma vez que a minha ultima experiência de leitura não tinha sido totalmente satisfatória, mas aconteceu assim. Aconteceu, uma vez que estava na FNAC do Colombo a fazer tempo, e deparei-me com este livrinho muito barato das edições de bolso Bis Leya. Adoro estas edições, e como ainda tinha algum tempo para "matar", resolvi adquiri-lo e usá-lo para esse fim. Como tinha tinha tido uma experiência de leitura positiva com este autor, e outra menos positiva, ao iniciar a leitura deste livro, não sabia muito bem o que esperar.

Linked opinion...
Esta revelou-se uma leitura satisfatória. É um pequeno livro, muito bem escrito, que conta uma história simples, em jeito de fábula, e com bastante significado. Ressalta da história as diferenças entre os seus personagens, constrastando as suas realidades diversas. Estas diferenças têm origem sobretudo no estrato social a que pertencem. Até os símbolos utilzados demarcam essa diferença, por exemplo, o carro de luxo que contrasta com a pobreza da aldeia (onde ainda nem havia electricidade). Tão distantes uns dos outros, interagem nesta história, num local, durante um breve período de tempo. Mesmo breve, serve esse tempo para ditar a incompreensão dos comportamentos de parte a parte. Não querendo entrar em pormenores para não acabar por contar a história, devo dizer que esta incompreensão ("velho nojento" por um lado, e "selvagens" por outro), me fez lembrar a pirâmide de Maslow. As motivações, segundo Maslow, são ditadas pelas necessidades, de acordo com uma pirâmide. Parece-me que os personagens desta fábula estão, uns na base (necessidades fisiológicas básicas) e outros no topo (necessidades de auto-realização), e daí que não exista um horizonte comum que permita a compreensão de parte a parte. Se as pessoas da aldeia se esforçam, por exemplo, para apanhar um perdigoto para comer, os do carro interrogam-se sobre o sentido da vida, punindo-se com uma intelectualidade cheia, mas que cai vazia nas suas vidas sem sentido. Se o homem parece já ter feito um pouco de paz com essa intelectualidade, remetendo-se para a apreciação dos prazeres do dia-a-dia, a rapariga auto flagela-se continuamente na procura de um sentido para a vida. Enquanto isso, a maior preocupação da rapariga da aldeia é terminar a renda para cumprir a encomenda, encomenda que só foi feita pelos ocupantes do carro vermelho, para se verem livres do seu irmão, porque o miúdo os estava a incomodar... Considero que este livro, se não se conhece ainda o autor, poderá ser um bom "sítio" para começar.

Linked art...

Esculturas de Alexander Calder
Foram mencionadas as reproduções de Van Gogh. Aqui a obra "Starry Night" (Noite Estrelada) , que figura como uma das reproduções do pintor com maior sucesso.
Os Monstros de Bosch (aqui um estudo de monstros que está no museu Staaliche em Berlim)

Linked animals...
Corvo Marinho
Perdigoto, filhote de Perdiz
Linked car...


Talbot Lago 2,5 lts.
Linked books...
Recreação Periódica - Francisco Xavier de Oliveira 
A Tragédia Biológica da Mulher - Antoni W. Nemilow
Foi referida a poesia de Lorca e de Prévert, pelo que escolhi as seguintes obras, para as representar:
Alguns Poemas de Juventude - Frederico Garcia Lorca
Palavras / Paroles - Jacques Prevert
Foi mencionada Clara Zetkin, sobre a qual fiquei com curiosidade, pelo que estabeleço a seguinte obra enquanto referência:
Clara Zetkin e a Luta das Mulheres
Ovídio foi também mencionado. Considerei a obra do autor que já consta dos livros a ler deste blogue:

Linked songs...

 "I´ll get by as long as I have you..."



Linked places...

Mercado de Les Halles (Paris)

Kungsgatan (Estocolmo, Suécia)

Wednesday, July 11, 2012

O Delfim - José Cardoso Pires

Linked by...
Foi "O Hóspede de Job" de José Cardoso Pires que me encaminhou para esta leitura. O texto não tinha em si referências a outros livros, mas no final do livro publicitavam-se várias obras do mesmo autor.  Resolvi assim dar continuidade à leitura deste autor, e escolhi a primeira obra publicitada com existência na Winking Books. E assim cheguei até aqui. Agradava-me bastante a perspectiva de ir ler este livro, pois só tinha boas recordações da outra obra que tinha lido deste autor.

Linked opinion...
Este é um livro primorosamente bem escrito. É um exercício literário esplêndido quer na forma quer no estilo, cuja leitura soa quase musical. Se por vezes se discute se um livro é uma obra de arte, ou se a literatura pode ser considerada arte, aqui está um belíssimo exemplo de arte, na minha opinião. Entendo porque é considerada, como uma obra de referência do autor. Que magnífico uso das palavras, dos significados, dos tempos verbais, e  que profundidade e complexidade na reflexão. Infelizmente contudo, para mim faltou o essencial. Faltou uma história que falasse comigo, que me interessasse, e que me fizesse reflectir. A história (inexistente a meu ver), reduz-se apenas a um acontecimento.Todo o texto consiste na descrição e reflexão sobre tudo o que rodeia esse acontecimento, e as versões sobre o que de facto se passou. As personagens apenas existem pela força do estereótipo (o marido machista e marialva, a esposa infeliz, o cauteleiro falador, etc.), porque de facto não necessitam existir na sua individualidade. Elas servem apenas para colorir um cenário (seja o da aldeia ou o da casa dos Palma Bravo), ou para marcar uma posição, a da sua versão do "acontecimento". A imagem mais forte, mais bela e mais mística de todo o texto, acabou por ser a da lagoa, que quase que se consitui um personagem, uma entidade. A utilização do tema da caça, tranversal a todo o texto, é também a meu ver, um pouco infeliz. Apesar de entender que surge pelas suas possibilidade figurativas (o autor como caçador/furão, a caça como busca, procura e jogo), o tema em si, é me totalmente adverso, o que também não ajudou na minha interacção com o livro. Para resumir, posso dizer que apesar de ser uma belíssima obra em termos literários, e que deve ser alvo de estudo e tomada como referência, este livro não me disse nada. Mas esse factor depende, como é óbvio, apenas do leitor.

Linked movie...

"O Delfim"  de Fernando Lopes (adaptação cinematográfica do livro)
Linked poem...

Chuva Oblíqua de Fernando Pessoa

Linked books...
Las Moradas - Santa Teresa de Jesus
Política e Crime - Hans Magnus Enzensberger
Fábulas de Esopo
História de Portugal - Pinheiro Chagas
Édipo Rei - Sófocles
Foram mencionados os autores Carter Dickson, Georges Simenon, e Teilhard de Chardin. Encontrei os seguintes títulos destes autores, disponíveis na Winking Books:
Crime no Jardim Zoológico - Carter Dickson
Crime Impune - Georges Simenon
Cartas de Viagem - Pierre Teilhard de Chardin
Surgiu também mencionado o personagem ficcional Nero Wolfe de Rex Stout. Procurei na Winking Books por títulos do autor com este personagem e seleccionei este:
Gambito - Rex Stout 
O personagem Sherlock Holmes, de Conan Doyle, também foi mencionado. Como já tenho em lista um dos livros com este personagem, voltei a considerá-lo:
As Aventuras de Sherlock Holmes - Sir Arthur Conan Doyle
Xenofonte foi diversas vezes referido, pelo que aceito a referência para o livro que já faz parte dos livros "a ler" deste blogue:
Anábase - Xenofonte

Linked people...
Ignácio Sanchez Mejías
Edwin Aldrin
Jim Clark
Jean Patou
Linked song...


"Guitarra" (fado de Coimbra), aqui na versão dos Madredeus.
"Eu quero que o meu caixão,
Tenha uma forma bizarra.
A forma dum coração, aiii...
Ai, a forma de uma guitarra."

Linked sayings and proverbs...

"Não é por estar muito tempo no rio, que o pau se faz cobra de água"

"Quem não pode com o patrão, vinga-se no cão"

"Quem não se sente, não é filho de boa gente"

Linked guns...

Greener
Linked drink...

Stolichnaya
 Linked animals...
Islero (touro que matou o toureiro Manolete)
Cavalos Alter Real
Galeirão
Linked words...
muares - diz-se de ou animal proveniente do cruzamento da raça cavalar com a asinina.
anexins - dito sentencioso em linguagem popular.
soromenha - diz-se de ou espécie de pereira brava; fruto dessa árvore.
cachené - grande lenço de abafo para o pescoço; cachecol. 
fraldiqueiro - diz-se do cão acostumado ao regaço das mulheres; [Figurado]  mulherengo, efeminado.