Tuesday, May 1, 2012

Relato de Um Náufrago - Gabriel García Márquez


Linked by...

Foi a partir da obra "A Aventura de Miguel Littín Clandestino no Chile" também de Gabriel García Márquez, que cheguei a este livro. Embora não tenha figurado enquanto referência directa no livro, surgiu num resumo sobre o mesmo, consultado em www.netsaber.com.br. Era aí mencionado enquanto "a outra" obra do escritor igualmente escrita na primeira pessoa. Como desconhecia este título, e tratando-se de Gabriel García Márquez, foi sem hesitação que o incluí nas obras a ler.

Linked opinion...

Este relato de um acontecimento verídico, assinado pelo "mestre" da literatura Gabriel García Márquez, é na minha opinião, um bom livro. Lê-se praticamente "num instante". A escrita fuída e agradável, captou-me o interesse desde a primeira página, e proporcionou-me bons momentos de leitura. Apesar de saber que se tratava de um relato verídico, várias vezes me tive que recordar desse facto, por ter a sensação que se tratava de uma obra de ficção. Não estou bem certa da razão pela qual tive essa impressão. Os factos relatados são na sua maior parte verossímeis, exceptuando um ou outro mais dúbio. Tudo o que é descrito poderia de facto ter acontecido. Talvez esta minha "confusão" se deva apenas ao facto de o texto estar tão bem escrito, com uma sequência temporal muito bem definida, repleto de pormenores vividos e impecavelmente descritos. Não sei. Só sei que gostei, e que aconselho a sua leitura.
Linked review...

"O livro Relato de um Náufrago, escrito por Gabriel García Márquez, conta a história de um marinheiro sobrevivente de um naufrágio no ano de 1955.
 No livro é relatado que um navio da marinha Colombiana sai de Mobile nos Estados Unidos da América em direcção a Cartagena na Colômbia cheio de mercadorias contrabandeadas. Duas horas antes de sua chegada, a 28 de Fevereiro de 1955, grandes ondas varrem o convés levando 8 marinheiros e grande parte da mercadoria ao mar. Por estar muito pesado, o navio não pode voltar e busca-los. Apenas Luís Alexandre Velasco consegue alcançar uma balsa, e passa por muitas dificuldades durante 10 dias no mar, como a fome e a sede e após esse período chega em uma vila de pescadores no norte da Colômbia. Eles não o reconhecem, porém cuidam dele e levam-no até o hospital mais próximo.
Era época de ditadura militar na Colômbia e o governo não revelou a história verdadeira ao povo, eles não falaram do contrabando, disseram que houve uma tormenta, e impediram qualquer um de falar com o marinheiro além de sua própria família, os médicos e os jornalistas do governo, no entanto um jornalista da oposição fez-se passar por médico e entrou para falar com Velasco."
Linked books...

O único livro que é mencionado nesta obra é "El Marinero Renegado". Contudo a minha pesquisa sobre o mesmo foi infrutífera, não tendo encontrado nenhuma edição. Nem sequer fiquei a saber quem seria o seu autor. Desta forma, e infelizmente, não será aqui incluído. No entanto o filme referido (Os Revoltados do Caine) é a adaptação cinematográfica do livro com o mesmo nome, escrito por Herman Wouk. Assim, e no espírito deste blogue a referência considerada foi:
Os Revoltosos do Caine - Herman Wouk

Linked places...

Hospital Naval de Cartagena (Colômbia)
Cartagena de Indias (Colômbia)

Arjona (Colômbia)
Chocó (Colômbia)

Mobile (Alabama, USA)

Tolima (Colômbia)

Cerro de La Popa (Cartagena, Colômbia)

Tolú (Colômbia)

Bogotá (Colômbia)

Boyacá (Colômbia)

Linked boats...

ARC Caldas (Marinha de Guerra da Colômbia)

ARC Almirante Padilla (Marinha de Guerra da Colômbia)


Linked constelation...

É inevitável que se fale de estrelas neste livro. Um marinheiro à deriva no mar...

Ursa Menor






Linked newspapers...


El Espectador
El Tiempo
Linked words...

Chontaduro
malquisto - a que não se quer bem; que não é querido; antipático; mal visto.

quarto - tempo durante o qual uma parte da tripulação está de serviço.


paulatinamente - de modo paulatino; de maneira lenta. = DEVAGAR, LENTAMENTE; a pouco e pouco; por fases ou por etapas.

fonendoscópio -  aparelho destinado a praticar a auscultação (o mesmo que estetoscópio).


 

No comments:

Post a Comment