Wednesday, January 2, 2019

Invisível - Paul Auster

As ligações anteriores...

Este foi um livro que recebi por oferta e que resolvi ler e incluir no blogue enquanto "Link Inicial" (um livro "primeiro", de "origem", onde tem início mais uma viagem de ligações pelos livros). 

Antes deste título nunca tinha lido Paul Auster e apesar de já ter ouvido muito o nome deste autor, dele nada sabia e não sabia o que esperar. 

Numa primeira impressão da edição que tinha em mãos (na foto) parecia-me uma leitura algo densa e pesada e tive algum receio que pudesse tratar-se de uma leitura maçuda e aborrecida (não poderia estar mais errada como podem ver nas opiniões em baixo!)

Foi lido em leitura conjunta com a Elisa do canal "A Miuda Geek", o que foi uma experiência maravilhosa (o video de opinião da Miúda Geek foi também incluido neste post  :) ) Obrigada Elisa!


Sinopse...

"Sinuosamente construído em quatro partes entrecruzadas, o décimo quinto romance de Paul Auster começa em Nova Iorque, na Primavera de 1967, quando o jovem aspirante a poeta Adam Walker conhece Rudolf e Margot, um enigmático casal francês. O perverso triângulo amoroso que rapidamente se forma, conduz a um chocante e inesperado acto de violência cujas consequências serão irreversíveis. Três narradores contam uma história que se desloca no tempo, de 1967 a 2007, e no espaço, à medida que viaja entre Nova Iorque, Paris e uma ilha remota nas Caraíbas. Invisível está imbuído de fúria, de sexualidade desenfreada e de uma busca implacável por justiça. É uma viagem através das fronteiras sombrias entre verdade e memória, criação e identidade. Uma obra inesquecível pela mão de um dos nomes cimeiros da literatura dos nossos dias."

fonte: fnac


Opinião...


Esta foi uma leitura maravilhosa e altamente surpreendente. 

A história teve um início um pouco morno. Tínhamos um personagem bastante "literário", um jovem estudante universitário aspirante a poeta, personagem esse que tanto poderia revelar-se muitíssimo interessante como o contrário, aborrecido e monótono. Contudo a história rapidamente ganhou ritmo e interesse e assim se manteve até ao final.

Repartida em quatro partes em que o foco narrativo e temporal se altera em cada uma das partes, Auster conta uma história incrível e troca-nos as voltas constantemente. Nunca sabemos o que esperar e isso para mim foi brilhante. Diferente e inesperada, na forma de contar e no conteúdo, é uma narrativa que me prendeu do início ao final e fiquei deveras impressionada com este autor, que nunca antes havia lido.

Fiquei com muita vontade de ler outros títulos do autor!

Vejam em baixo o meu video em que falo um pouco sobre esta leitura ( começa a partir do minuto 12:50 que é quando começo a falar deste livro)  e também incluo a opinião da Elisa, do canal "A Miuda Geek" com a qual partilhei esta maravilhosa experiência maravilhosa. Aconselho (ou melhor, aconselhamos)
muito este livro!











Linked Books...

A Ilíada - Homero (Homero foi mencionado, por mais do que uma vez. Já aqui lemos Odisseia pelo que considerámos este título, já presente na nossa lista de livros a serem lidos)

A Mulher de Trinta Anos - Honoré de Balzac (Balzac foi mencionado, e apesar de já existir um título do autor na nossa lista de livros a serem lidos - Ilusões Perdidas - considerei antes esta obra por a ter um exemplar na minha estante)

A Narrativa de A. Gordon Pym - Edgar Allan Poe (Poe foi mencionado. Do autor já aqui lemos 
A Entrevista e O Corvo Considerámos este título para representar esta referência ao autor de entre os seus livros já presentes na nossa lista de livros a serem lidos)

A Tempestade - William Shakespeare (foi mencionado o personagem Caliban desta peça de Shakespeare : "nudismo tão natural quanto Caliban" )

A Vida Era Assim em Middlemarch - George Eliot

Anna Karénina - Liev Tolstoi (Tolstoi foi mencionado e Anna Karenina foi o título do autor considerado para representar esta referência, por já se encotnrar presente na nossa lista de livros a serem lidos)

Areopagitica - John Milton

Benito Cereno - Herman Melville (Melville foi mencionado. Do autor já aqui lemos Moby Dick e temos três livros do autor por ler na nossa lista. Considerámos este título para representar esta menção ao autor de entre os seus livros já presentes na nossa lista)

Daisy Miller - Henry James (Henry James foi mencionado sem referência a qualquer título. Considerei este título para representar a referência feita ao autor, por ter um exemplar na minha estante por ler)

Estranha Forma de Vida - Enrique Vila-Matas (o autor referiu-se aos romances de Vila-Matas, um autor que ainda não tinha surgido no blogue. Este foi o título escolhido uma pouco aleatoriamente entre os romances do autor disponível em edição em português)

Fédon - Platão (Platão foi mencionado e Fédon foi o título do autor considerado para representar esta referência, por já se encotnrar presente na nossa lista de livros a serem lidos)

Finnegans Wake - James Joyce

Folhas de Erva - Walt Whitman (Auster mencionou "The Dalliance of The Eagles", um poema de Walt Whitman, presente nesta sua obra)

Grandes Esperanças - Charles Dickens (Dickens foi mencionado de uma forma bem estranha, pelo menos a referência mais fora do comum que encontrei até hoje: foi mencionado por associação/nome dado ao orgão genital masculino - Dick/Dickens... De qualquer das formas resolvi inluir esta referência tão rara na sua forma, associando ao título Grandes Esperanças, uma obra do autor que tenho já na estante por ler)

Gratidão - Oliver Sacks (O autor referiu-se aos "ensaios de Sacks e Diderot" - o título foi escolhido de entre os títulos disponíveis do autor na wook)

Inferno - Dante Alighieri

Jacques, O Fatalista - Denis Diderot - (O autor referiu-se aos "ensaios de Sacks e Diderot" - o título escolhido não é um ensaio, mas foi o escolhido por já se encontrar na nossa lista de livros por ler)

Krapp´s Last Tape - Samuel Beckett

Madame Bovary - Gustave Flaubert (Flaubert foi mencionado. Do autor, já aqui lemos Contos de Gustave Flaubert e Lenda de S. Julião Hospitaleiro pelo que considerámos antes este título para representar a referência ao autor, por já se encontrar na nossa lista de livros a serem lidos)

Metamorfoses - Ovídio (o autor referiu-se a "Eco e Narciso", um poema das Metamorfoses de Ovídio)

O Castelo - Franz Kafka (Kafka foi mencionado. Do autor, já aqui lemos O Processopelo que considerámos este novo título, já presente na nossa lista de livros a serem lidos)

O Avarento - Molière (Molière foi mencionado. Do autor, já aqui lemos O Tartufo pelo que considerámos antes este título, já presente na nossa lista de livros a serem lidos)

O Paraíso Perdido - John Milton

O Paraíso Reconquistado - John Milton

O Náufrago - Thomas Bernhard (foram mencionados os romances de Bernhard, um autor que ainda não tinha surgido neste blogue. Escolhi este romance entre as edições em português disponíveis por já me ter sido recomendao também no Goodreads pelo Luis)

O Vermelho e o Negro - Stendhal (Stendhal foi mencionado e este foi o título escolhido para representar esta menção, entre os dois que se encontram na nossa lista de livro a serem lidos.)

Sunset Park - Paul Auster (a experiência com este autor foi maravilhosa, pelo que ficou o desejo de ler mais títulos. Apesar de muitos outros livros do autor terem sido mencionados nas páginas finais desta edição, tomei a decisão de escolher este Sunser Park, unicamente pelo motivo de já se encontrar na minha estante)

The Critic: or a Tragedy Rehearsed - Richard Brinsley Sheridan (Auster mencionou a poetisa  inglesa Frances Greville, uma celebridade da era georgiana. Resolvi usar este título do seu amigo Sheridan para representar esta referência, pois foi uma peça que Sheridan lhe dedicou)

Things: A Story From the Sixties With a Man Asleep - Georges Pérec (este livro foi mencionado com o seu tírulo original "Les Choses: Une Histoire des Années Soixante". Não tendo encontrado edição em português de Portugal, incluí o título em inglês na lista do LinkedBooks)

Viagem ao Fim da Noite - Louis-Ferdinand Céline (Céline foi mencionado e este foi o título escolhido para representar esta menção, por já se encontrar na nossa lista de livro a serem lidos.)


Poetas mencionados...

Bertrand de Born, como é retratado no Inferno de Dante, com a cabeça separada do corpo.
Cavalcanti
(1255-1300) poeta italiano
John Donne
(1572-1631) poeta jacobita inglês
Emily Dickinson
(1830-1886) poetisa americana

Wallace Stevens
1879-1955 poeta modernista norte-americano
Williams Carlos Williams
1883 - 1963 poeta e médico norte-americano
T.S. Eliot
(1888-1965) poeta modernista, dramaturgo e crítico literário, nobel da literatura em 1948
George Oppen
(1908 - 1984) poeta inglês
Lord Byron
(1788-1824) poeta inglês, uma das figuras mais influentes do romantismo
Paul Éluard
(1895-1952) poeta francês, autor de poemas contra o nazismo que circularam clandestinamente durante a segunda guerra mundial
Sir Thomas Wyatt
(1503-1542) poeta inglês
Sir Walter Raleigh
(1552-1618) poeta inglês
George Herbert
(1593-1633) poeta inglês (País de Gales)
Jacques Dupin 
(1927 - 2012) poeta francês
André du Bochet
(1924 - 2001) poeta francês

Figuras históricas mencionadas...


Heródoto
(485 a.C. - 425 a.C)
geógrafo e historiador grego, autor do primeiro livro de história intitulado,
As Histórias de Heródoto é a história sobre as invasões persas da Grécia no início do séc V.


Outras individualidades mencionadas...

Maurice Chevalier
(actor francês - 
1888 –1972)

François Truffaut
(cineasta francês -
1932 - 1984 - um dos fundadores do cinema "Nouvelle Vague")
Jean-Luc Godard
actiualmente com 88 anos, é um cineasta franco-suíco, reconhecido por um cinema vanguardista e polémico,e um dos maiores nomes do cinema da "Nouvelle Vague"

Filmes mencionados...


Ordet
filme dinamarquês, realizado por Carl Theodor Dreyer, baseado numa peça de Kaj Munk
(trailer do filme)